003 LATERAL BIO ERVAS004 LATERAL MARIA ROSA MODAS
005 LATERAL MOVEIS OESTE006 LATERAL MOVEIS OESTE
009 LATERAL ALIMENTOS MANDELA010 LATERAL ALIMENTOS MANDELA
013 LATERAL GRANDE TIAGO PAULIQUE014 LATERAL SP COMBUSTIVEÍS
017 LATERAL AD TINTAS 09-04-2019 A 10-04018 LATERAL GRANDE NOVA ALFA 01-08-2019
021 LATERAL FAMA ESPORTE022 LATERAL FAMA ESPORTE
027 LATERAL PEQUENO GRANA SOM028 LATERAL PEQUENO GRANA SOM
030 LATERAL GRANDE cidinhu's brinquedos031 LATERAL CIRURGIÃ DENTISTA VANESSA STOCCO
A+ A-
Imprimir matéria

20/07/2019 [08h14]

Governo adia anúncio de autorização de saque de parte do saldo do FGTS

Informação vazou antes de o governo concluir todos os estudos, disse Onix. Planalto nega pressão dos empresários da construção civil.
Governo adia anúncio de autorização de saque de parte do saldo do FGTS

O governo federal deixou para a semana que vem o anúncio da autorização de saque pelo trabalhador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – o FGTS.

O próprio governo soltou aos quatro ventos que pretendia liberar o saque do FGTS para aquecer a economia. Criou expectativa de anúncio na cerimônia dos 200 dias de governo, nesta quinta (18), mas teve que recuar. O principal motivo: a construção civil, responsável por mais de 4% do PIB. Ela fez pressão. Rubens Menin, da Construtora MRV, e Ricardo Valadares Gontijo, da Direcional Engenharia, conseguiram até um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, fora da agenda.

“Nada de ultrassecreto ou reservado. Eles foram tratar com o Davi Alcolumbre, com toda certeza, a preocupação com a possível desidratação do FGTS no tocante ao Minha Casa Minha Vida. É natural, cada um luta por seu espaço”, afirmou.

O governo nega que tenha adiado o anúncio por causa da pressão dos empresários. Diz que voltará a conversar com eles e ainda precisa de tempo para calibrar a conta. A ideia, segundo o ministro da Casa Civil, é assinar uma MP na quarta feira (24).

“Na medida em que a informação vazou, nós não tínhamos concluído ainda todos os estudos acerca dessa liberação de acesso ao FGTS”, afirmou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

É uma questão matemática: a liberação do saque do FGTS encolhe o saldo e o rendimento do fundo de garantia. É menos recurso para financiar saneamento básico, infraestrutura, habitação. O Minha Casa Minha Vida é responsável por dois terços do mercado da construção civil. Daí a preocupação do setor.

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção diz que o orçamento do FGTS para contratação de obras já está no limite.

 

“O que a gente defende é que não pode esvaziar essa caixa d’água. Ela hoje é responsável, essa caixa d’água, por 500 mil empregos diretos. São 550 mil famílias que vivem em função desse funding, não dá para uma hora para outra criar essa instabilidade e de repente essas pessoas terem medo e perderem o emprego no futuro”, afirmou José Carlos Martins, presidente da CBIC.

A equipe econômica afirma que todos os estudos estão sendo feitos levando em consideração a premissa de não afetar o fluxo de financiamento da casa própria.

Em uma das várias entrevistas do dia, Bolsonaro sinalizou mais uma alteração na política do fundo de garantia, criticou a multa por demissão sem justa causa, que foi criada para proteger o trabalhador.

 

“O pessoal não emprega mais por causa da multa. Nós estamos numa situação que nós temos que falar a verdade. É quase impossível ser patrão no Brasil. Defender empregado dá mais votos. Agora, a verdade é o patrão”, disse Bolsonaro.

Quando questionado se o valor da multa que o trabalhador recebe poderia diminuir, se contradisse: “Está sendo estudado, desconheço qualquer trabalho nesse sentido”, disse.

A oposição criticou. “Isso pode ter um ganho no curto prazo, mas gera uma instabilidade muito grande na contratação. Lembrando que isso foi determinado porque o trabalhador do setor privado não tem estabilidade e ao longo da sua vida produtiva, não consegue muitas vezes ter a garantia do emprego continuado durante todo o seu período produtivo”, disse o deputado Gustavo Fruet, vice-líder do PDT-PR.

As propostas em estudo para liberação do FGTS não preveem o fim da multa de 40%.

Uma delas prevê o saque de parte do saldo das contas, ativas e inativas, no mês do aniversário do trabalhador. Haveria um limite de saque e, nesse caso, o trabalhador teria uma espécie de 14º salário. E não mexeria na multa de 40% do saldo do fundo de garantia nas demissões sem justa causa. Essa proposta injetaria R$ 30 bilhões na economia.

A outra seria o saque integral apenas das contas inativas. Essa medida colocaria R$ 20 bilhões na economia.

Segundo o economista Leonardo Longo, o governo tem que avaliar muito bem antes de tomar a decisão.

 

“O FGTS tem muitos recursos e não serão R$ 30 bilhões que vão causar assim um abalo tão sísmico no financiamento pra construção. É obvio que qualquer injeção de recurso na economia vai trazer algum efeito benéfico. Agora, o que o governo tem que avaliar junto com o setor da construção civil, é o tamanho do benefício e o tamanho do ônus”.

Na noite desta sexta-feira (19), a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República afirmou que não existe qualquer estudo sobre o fim da multa de 40% sobre o saldo do FGTS que o trabalhador recebe no caso de demissão sem justa causa.

 

Fonte: g1.globo.com/Foto:Divulgação

Comentários

Outras matérias da Coluna Política em destaque

001 LATERAL FORNETTO PIZZARIA002 LATERAL FARMÁCIA LÍDER MAIS
008 LATERAL BARBEARIA BRUQUE PEQUENO007 LATERAL BARBEARIA BRUQUE PEQUENO
012 LATERAL LOJA NEW OLD 08-02-2019011 LATERAL LOJA NEW OLD 08-02-2019
015 NOSSO CHOPP016 LATERAL GRANDE 100% MOTOS
019 LATERAL SPEED JET 15-06-2019020 LATERAL MILAN TINTAS 01-08-19A01-08-2020
023 LATERAL PEQUENO MILAN CURSOS024 LATERAL PEQUENO MILAN CURSOS
025 LATERAL ESCRITORIO026 LATERAL ESCRITORIO
031 LATERAL WARLEY RELOGIOS

Próximas datas comemorativas

20/08 - Dia dos Maçons

20/08 - Dia do Amigo

MoreiraNet.com

Avenida João Adamo, 912, centro - Moreira Sales - Paraná

CEP: 87.370-000

 

Contatos:

Telefone (fixo): (44) 3838-8080

Telefone (celular): (44) 9 9971-7471 - Badô

Telefone (celular): (44) 9 9901-2910 - Lorena


E-mail: eaduartecontato@hotmail.com  

 

Redes Sociais

Facebook:

www.facebook.com/moreiranet

You Tube: 

www.youtube.com/moreiranet

Instagran:

www.instagran.com/moreiranet6

WhatshApp:

Grupos 01, 02, 03, 04 e 05. 

                                                                    

 Direção Geral: 

E.A. DUARTE PRODUÇÕES - ME

https://www.facebook.com/eaduarteproducoes/ [LOGO] MoreiraNet.com
MoreiraNet.com © 2018-2019 / Todos os Direitos Reservados / E.A. Duarte Produções-ME / Moreira Sales - Paraná